Inscreva-se para o Vestibular

Atitus Logo
AtitusCursosDiferenciaisInovação

Estudo analisa tipos sanguíneos e a contaminação por Covid-19

Publicado em 18/10/2022

Escrito por: Fabiano Oliveira

Gravidade da infecção pelo vírus foi relacionada às comorbidades

Avaliar casos leves e graves de pacientes que passaram pela infecção por SARS-CoV-2 (Covid-19), e a associação dos mesmos aos principais grupos sanguíneos foram os objetivos de um estudo desenvolvido no curso de Biomedicina da Atitus Educação. A pesquisa intitulada “Relação entre o tipo sanguíneo e a patogênese do Covid-19”, foi proposta pela acadêmica do 6º semestre, Júlia Trevizan Segalin, com apoio da professora Karina Kirsten.

Diversos estudos a nível mundial foram produzidos para tentar compreender cientificamente a possibilidade de contaminação da Covid-19, relacionada à tipagem sanguínea e ou por comorbidades preexistentes nos infectados. Dessas análises, muitas mostraram uma possível relação entre o sangue tipo A e uma maior suscetibilidade à infecção e mortalidade por Covid-19. Ao mesmo tempo, o tipo sanguíneo O foi relacionado a uma menor probabilidade de infecção e mortalidade.

Por outro lado, em um dos estudos consultados, realizados nos Estados Unidos, não se encontrou associação entre o grupo sanguíneo e a Covid-19. Além disso, o sangue do tipo A não foi relacionado ao aumento da positividade da infecção de pacientes quando comparado ao sangue do tipo O.

Para contribuir com o tema, a estudante da Atitus destaca a necessidade de novos conteúdos: “Uma vez que os estudos disponíveis apresentam resultados contraditórios, é de extrema relevância a realização de mais pesquisas que esclareçam a possível relação entre o tipo sanguíneo e a patogênese do Covid-19. Assim teremos melhor compreensão dos mecanismos moleculares desta doença”, defende a aluna de Biomedicina.

Nesse sentido, Júlia desenvolveu sua investigação dividindo pacientes selecionados em dois grupos, de acordo com casos leves e graves da doença. “Realizamos coletas sanguíneas por punção venosa para realização do exame de tipagem sanguínea e aplicação de questionário para investigação de comorbidades. Após realizar os exames e a análise estatística, se pode observar que o grupo sanguíneo dos indivíduos não está associado ao risco de uma progressão grave da infecção por Covid-19, sendo hospitalização, intubação e ou óbito”, revela.

Porém, os resultados mostraram que as pessoas com comorbidades, como diabetes, obesidade, entre outras, tiveram maior propensão a receber auxílios médicos. “As comorbidades em geral interferem de certa forma nos casos mais graves, dificultando a recuperação, o que gera a necessidade de auxílio hospitalar para esses casos e, também, pode desenvolver algumas consequências pós infecção”, considerou.

O estudo foi apresentado no III Congresso Latinoamericano de Biomedicina e Ciências do Laboratório, X Congresso Subbrasileiro de Biomedicina e VI Congresso Catarinense de Biomedicina, realizados em Florianópolis no último mês. A pesquisa na íntegra está em fase de aprovação e deverá ser publicada em breve.

FIQUE LIGADO
NA ATITUS

Ao se cadastrar para receber nossos conteúdos, você concorda com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade.

Fale com a gente

51 4004 4818

© 2022 Atitus Educação.

logo